Efeito Paquetá? FA quer proibir apostas em cartões amarelos em partidas na Inglaterra

​Paquetá na CPIFUTE e Luiz Henrique lesionado; veja atualizações sobre caso de manipulação​

O Daily Mail afirmou que dirigentes da Federação de Futebol Inglesa (FA) entraram em contato com o Governo Inglês e com empresas de jogos de azar que operam no país, para restringir apostas em alguns lances individuais de jogos. A proposta da FA é retirar do mercado as apostas em cartões amarelos, justificada pelos recentes casos de manipulação de partidas eclodindo no Reino Unido.

A FA propõe a medida por acreditar que os mercados de cartões amarelos estariam mais propensos à manipulação pelos jogadores. De acordo com o Daily Mail, a Federação teria recebido uma resposta positiva durante as conversas iniciais com funcionários do departamento de Digital, Cultura, Mídia e Esporte. Vale destacar que uma proibição formal de tais mercados exigiria a intervenção da Gambling Commission, mas a Federação de Futebol Inglesa deve seguir outro caminho, com o apoio da Premier League, entrando diretamente em contato com as empresas de apostas. Lembrando que esse foi o caminho feito pela FA para a proibição de patrocínio máster de casas de apostas aos clubes de futebol ingleses, válido a partir da temporada 2026/27, já que a entidade persuadiu os times a assinarem uma convenção coletiva, para não sofrerem outras sanções.

Ainda, se discute sobre a possibilidade de suspensão dos mercados de cartões amarelos nas competições das ligas inferiores e nas primeiras rodadas da Taça de Inglaterra, uma vez que estes jogos são considerados mais vulneráveis à manipulação, ao invés de uma proibição em todas as partidas realizadas na Inglaterra. Além disso, também estão sendo discutidas restrições em outras apostas individuais, como número de cartões, escanteios e pênaltis, em mercados de jogos específicos.

Vale destacar que as investigações da FA sobre apostas suspeitas envolvendo cartões amarelos recebidos por Lucas Paquetá, do West Ham, em três jogos da Premier League em 2023 (dois em março e maio deste ano, na temporada passada, e um em agosto, já na temporada 2023/2024), já são a quarta conduzida pela entidade envolvendo manipulações com cartões amarelos, nos últimos cinco anos. O jornal inglês informou que, no período, ocorreram outros casos, que foram mantidos em sigilo. A própria investigação sobre Paquetá estava em sigilo desde março deste ano, mas foi revelada após suspeitas de que o jogador brasileiro teria manipulado o recebimento de um cartão amarelo em um jogo no início deste mês. 

Xem thêm:  Com doação de materiais esportivos, Galera.bet realiza ativação para as jogadoras da Ferroviária

Nos últimos 18 meses, o meio-campista do Arsenal, Granit Xhaka, foi investigado por ter recebido cartões na Premier League, enquanto o zagueiro do Oxford, Ciaran Brown, foi investigado por cartões suspeitos em jogos da FA Cup. Até o momento, nenhuma ação ou punição foi anunciada para os atletas. Em 2018, Bradley Wood, do Lincoln City, foi suspenso por seis anos, após a FA julgar o atleta culpado por receber dois cartões amarelos para faturar com apostas previamente combinadas, em dois jogos das quartas de final da FA Cup.

Além disso, na temporada passada, o ex-zagueiro do Reading, Kynan Isac, recebeu uma punição que chega a quase 12 anos de suspensão do futebol, por ter recebido um cartão proposital, em um esquema envolvendo apostas esportivas, em uma eliminatória da FA Cup entre Stratford Town e Shrewsbury. Na temporada 2022/23, ocorreram vários casos de corrupção envolvendo apostas na Escócia, afirma o Daily Mail.

Vale lembrar que as apostas em cartões amarelos são totalmente proibidas em alguns mercados pelo mundo, incluindo países como Alemanha e Suécia. Algumas operadoras de apostas já aboliram os mercados de cartões amarelos, como a Unibet e a 32Red, devido à preocupação com a integridade. Ainda, vale destacar que em 2017, a FA encerro o contrato com a Ladbrokes, que era parceira oficial de apostas da federação e se comprometeu a não realizar mais acordos de patrocínios com empresas de apostas.

(Foto: Instagram/Reprodução)

Leia mais em:

  • ​Paquetá na CPIFUTE e Luiz Henrique lesionado; veja atualizações sobre caso de manipulação
  • Alerta à FIFA sobre apostas suspeitas envolvendo Paquetá partiram de Betway e IBIA; confira
  • Relator da CPIFUTE pretende convocar Paquetá, investigado pela FA, ainda nesta terça
  • Apesar das polêmicas, casas de apostas dominam patrocínios da Premier League; confira
  • Chelsea escuta torcida e desiste de parceria com Stake; 77% dos torcedores eram contra​
hong-bao
Bônus de até $
+120 GANHE ATÉ
Quero Bônus
+300
+500
+1200
+100
+750
$
APOSTAR AGORA R$500 GANHAR BÔNUS